Top 10: Os momentos memoráveis de Vitor Belfort

Em 3 de junho, Belfort luta apenas pela segunda vez no Rio de Janeiro. Será a chance de ver um dos grandes em ação, e você conhece mais sobre o legado dele aqui
Em 3 de junho, a lenda do UFC Vitor Belfort competirá no Rio de Janeiro pela segunda vez, quando encara o veterano Nate Marquardt no UFC 212. Será outra oportunidade de acompanhar um dos maiores do esporte, que tentará adicionar mais um capítulo ao legado, que você conhecerá melhor nos próximos parágrafos.

CLIQUE AQUI e garanta já seu ingresso para o UFC 212, no Rio de Janeiro

Tra Telligman - 7 de fevereiro de 1997 - UFC 12
Resultado: Belfort venceu por TKO no primeiro round

Poucos conheciam o brasileiro Vitor Belfort quando o jovem de 19 anos fez sua estreia no UFC contra Tra Telligman no UFC 12. 77 segundos depois, as pessoas não conseguiam parar de falar sobre suas rápidas e potentes mãos. Belfort ainda venceria outro combate na mesma noite, uma luta de 43 segundos contra Scott Ferrozzo, e quando ele destruiu Tank Abbott em menos de um minuto três meses depois, no UFC 13, a lenda do "Fenômeno" nasceu.

Randy Couture I - 17 de outubro de 1997 - UFC 15
Resultado: Couture venceu por TKO no primeiro round

Antes da luta no UFC 15, Randy Couture era basicamente um desconhecido no MMA, com duas vitórias no UFC e um currículo impressionante como wrestler. Belfort já era outra história. A promessa de 20 anos tinha três vitórias no UFC, e cada uma foi uma amostra frenética de velocidade e força. Ninguém esperava que Belfort perdesse no futuro próximo, muito menos para o homem de 34 anos dono de fala mansa. Couture surpreendeu naquela noite, parando Belfort aos 8m16s e mudando a cara do MMA.

"Eu estava totalmente fora de foco", Belfort me disse alguns anos depois. "Não estava treinando, pensava que era o melhor e que ninguém poderia me vencer".

Wanderlei Silva - 16 de outubro de 1998 - UFC Brazil
Resultado: Belfort venceu por TKO no primeiro round

Os compatriotas Belfort e Wanderlei Silva tinham a habilidade de terminar uma luta a qualquer instante, e todos sabiam que a luta deles no Ultimate Brazil terminaria de maneira explosiva. E, de fato, terminou, com um Belfort de 21 anos parando o rival com uma sequência impressionante de golpes que levou a torcida em São Paulo à loucura. Silva, que tinha apenas dois anos de carreira, logo explodiria no Japão. Já Belfort, na época com um cartel 6-1, faria sua última luta no UFC em três anos, quando assinou com o PRIDE e venceu quatro de cinco lutas entre 1999 e 2001, sendo a única derrota para Kazushi Sakuraba.

Chuck Liddell - 22 de junho de 2002 - UFC 37
Resultado: Liddell venceu por pontos

Depois de quatro vitórias no Japão, sobre Gilbert Yvel, Daijiro Matsui, Bobby Southworth, e Heath Herring, Belfort foi escalado para enfrentar o campeão meio-pesado Tito Ortiz em 28 de setembro de 2001, no UFC 33, em Las Vegas. Foi o primeiro evento do UFC em Nevada, mas Belfort acabou saindo do card por conta de uma lesão. Nove meses depois ele estava de volta contra Chuck Liddell, e em vez de espantar os novos fãs do UFC, foi o "Iceman" que deu seu primeiro grande passo ao estrelato ao vencer por pontos uma luta que teve como ponto alto Belfort levando um knockdown no combate.

Randy Couture II - 31 de janeiro de 2004 - UFC 46
Resultado: Belfort venceu por TKO no primeiro round

Depois de voltar ao caminho das vitórias com um nocaute sobre Marvin Eastman, Belfort conseguiu uma revanche com o campeão meio-pesado Randy Couture, seu primeiro algoz. E apesar de Couture estar embalado em vitórias dominantes sobre Liddell e Ortiz, ele novamente enfrentaria um oponente mais novo e explosivo, deixando o UFC 46 ainda mais interessante.

Para piorar a situação, a irmã de Belfort, Priscila, havia sido sequestrada no dia 9 daquele mês, deixando o lutador, recém-casado, em compreensível estado de estresse emocional. Mas ele perseverou, como me contou antes da luta: "O único motivo pelo qual estou aqui é porque Deus quer. Ele me deu força. Estou rezando para Deus continuar a me dar força até o dia da luta, e então eu espero ter boas notícias sobre minha irmã. Eu deveria ir para uma Lua de Mel, mas ela não vai acontecer".

E a luta terminou quase tão logo quanto começou.

Os dois trocaram golpes rapidamente, e então Belfort acertou Couture com a esquerda. Os dois foram para um clinche na grade, com o norte-americano em claro desconforto. O árbitro John McCarthy interveio e levou a médica para avaliar um corte no olho esquerdo do campeão. Ela recomendou que a luta acabasse em 49 segundos, e assim Belfort foi coroado o novo campeão.

O corte de Couture expunha o globo ocular do lutador, e precisou de cirurgia imediata. Foi uma vitória agridoce para o brasileiro.

Mais UFC 212: Conheça os estreantes | Garanta já o seu ingresso | Dúvidas frequentes | Todas as lutas da noite | Garanta o ingresso para a pesagem | Lendas falam da relação entre Rio e MMA

Tito Ortiz - 5 de fevereiro de 2005 - UFC 51
Resultado: Ortiz venceu por pontos

Menos de sete meses após vencer Couture, Belfort foi parado em três rounds pelo "The Natural" e perdeu o cinturão. Sua próxima batalha no UFC seria contra o homem que enfrentaria em 2001, e a guerra de três rounds fez valer a espera.

Apesar de muitos sentirem que Belfort fez o suficiente para vencer, os juízes deram a vitória por decisão dividida para Ortiz.

Matt Lindland - 4 de janeiro de 2009 - Affliction/Day of Reckoning
Resultado: Belfort venceu por nocaute no primeiro round

Desencorajado por conta da derrota para Ortiz, Belfort decidiu seguir a vida fora do UFC, competindo por quatro organizações diferentes nos quatro anos seguintes. Mas depois da derrota em 2006 para Dan Henderson no PRIDE, o atleta de 30 anos começou a mostrar a maturidade e foco que lhe faltavam nos anos anteriores. Depois de três vitórias, ele foi escalado para enfrentar o ex-desafiante peso-médio do UFC, Matt Lindland. O fim chegou aos 37 segundos de luta, e Belfort teve um nocaute espetacular sobre "The Law".



Rich Franklin - 9 de setembro de 2009 - UFC 103
Resultado: Belfort venceu por nocaute no primeiro round

Em setembro de 2009, Belfort fez seu aguardado retorno ao octógono, mas não ficou lá dentro por muito tempo, ganhando o prêmio de Nocaute da Noite pelo trabalho encerrado ainda no primeiro round contra o ex-campeão peso-médio Rich Franklin. Foi a performance que todos os fãs de Belfort esperavam, já que ele mostrou as mãos mortais que fizeram seu nome no final dos anos 1990. Próxima parada: disputa de cinturão.



Anderson Silva - 5 de Fevereiro de 2011 - UFC 126
Resultado: Silva venceu por nocaute no primeiro round

A esperada batalha entre Belfort e o compatriota Anderson Silva acabou abruptamente aos 3m25s do primeiro round, quando Anderson acertou um chute frontal que instantaneamente entrou para a história do UFC. Quem teve que remoer a derrota foi Belfort que, como já havia feito antes, se reergueu.

Michael Bisping - 19 de janeiro de 2013 - UFC São Paulo
Resultado: Belfort venceu por nocaute técnico no segundo round

Após a derrota para Anderson, Belfort parecia ter renascido, tendo vitórias sobre Yoshihiro Akiyama e Anthony Johnson e se restabelecendo rapidamente na divisão. Em 22 de setembro de 2012, o brasileiro recebeu uma oferta que não poderia recusar: a oportunidade de recuperar o cinturão meio-pesado contra Jon Jones. Era arriscado, mas quando Belfort encaixou uma chave de braço no primeiro round, ele estava a poucos momentos de vencer. Jones escapou e finalizou o rival no quarto round, e o brasileiro retornou ao peso-médio em janeiro de 2013, conquistando mais uma vitória fantástica quando nocauteou o futuro campeão Michael Bisping no segundo round. 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC

Watch Past Fights

Midia

Recente
Relembre alguns dos melhores momentos da carreira de Renan Barão. O ex-campeão volta ao octógono no próximo sábado (29) para enfrentar o norte-americano Aljamain Sterling no UFC 214.
24/07/2017
Relembre alguns dos melhores momentos de Renato Moicano. Invicto com três vitórias, o brasileiro volta ao octógono no próximo sábado (29) para enfrentar o norte-americano Brian Ortega no UFC 214.
24/07/2017
Relembre grandes momentos de Daniel Cormier no octógono. O campeão dos meio-pesados defende o cinturão contra o desafiante Jon Jones na luta principal do UFC 214, no próximo sábado (29).
24/07/2017
Relembre alguns dos melhores momentos da carreira de Demian Maia. Com 7 vitórias consecutivas, o brasileiro disputa o cinturão dos meio-médios contra o campeão Tyron Woodley na segunda luta mais importante do UFC 214, no próximo sábado (29).
24/07/2017