Amanda Nunes vence Valentina Shevchenko e mantém cinturão no UFC 215

Brasileira se sagrou vitoriosa por decisão dividida

Ainda campeã. Após uma batalha equilibrada de cinco rounds, a brasileira Amanda Nunes superou Valentina Shevchenko por decisão dividida dos jurados na luta principal do UFC 215 e defendeu pela segunda vez o cinturão peso-galo.

Mais UFC 215: RDA dá aula de jiu-jítsu | Ketlen finaliza no card preliminar

Determinada a provar que seu fôlego duraria os cinco rounds, Amanda contrariou as expectativas e fez um início de luta menos agressivo que o de costume, mas andando sempre para frente e encurralando a desafiante contra a grade.

Esta foi a tônica dos quatro primeiros assaltos: muito estudo, movimentação, poucos golpes desperdiçados e bons momentos de ambos os lados.

No quinto e último round, Amanda mudou de postura e partiu para a luta agarrada, pressionando Valentina no clinch e aplicando duas quedas naquele que foi o assalto vencido de forma mais clara em todo o combate.

Com o decreto da vitória da brasileira, a Leoa vence pela segunda vez a rival e defende pela segunda vez o cinturão peso-galo, se consolidando definitivamente como a legítima campeã da categoria.

Confira todos os resultados do UFC 215:

Amanda Nunes venceu Valentina Shevchenko por decisão dividida (47-48, 48-47, 48-47);

Rafael dos Anjos venceu Neil Magny por finalização (katagatame) aos 3m43s do 1º round;

Henry Cejudo venceu Wilson Reis por nocaute técnico aos 25s do 2º round;

Ilir Latifi venceu Tyson Pedro por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27);

Jeremy Stephens venceu Gilbert Melendez por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-25);

Ketlen Vieira venceu Sara McMann por finalização (katagatame) aos 4m16s do 2º round;

Sarah Moras venceu Ashlee Evans-Smith por finalização (chave de braço) aos 2m51s do 1º round;

Rick Glenn venceu Gavin Tucker por decisão unânime (30-25, 30-24, 29-27);

Alex White venceu Mitch Clarke por nocaute técnico aos 4m36s do 2º round;

Arjan Bhullar venceu Luis Henrique por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Kajan Johnson venceu Adriano Martins por nocaute aos 49s do 3º round.

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Baixe o aplicativo do UFC

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 7
Las Vegas, Nevada

Midia

Recente
Brasileira fala do triunfo sobre Claudia Gadelha por decisão unânime dos jurados na luta co-principal do UFC Japão.
23/09/2017
Brasileiro comenta a vitória por finalização sobre Ulka Sasaki no UFC Japão e pede disputa pelo cinturão dos pesos-mosca.
23/09/2017
Ovince Saint Preux comenta a vitória por finalização sobre o veterano Yushin Okami na luta principal do UFC Japão.
23/09/2017
Brasileira fala da sua vitória sobre Claudinha Gadelha por decisão unânime na luta co-principal do UFC Japão.
23/09/2017