Adriano Martins promete mostrar força do povo amazonense no octógono

Brasileiro encara Kajan Johnson no UFC 215, neste sábado (9)

Muitos lutadores fazem questão de exaltar o orgulho em representar os lugares onde nasceram. Este é o caso do manauara Adriano Martins, que encara Kajan Johnson no UFC 215, neste sábado (9).

Adriano sempre exalta o Amazonas em suas redes sociais, e já publicou até um vídeo no qual recebe uma pintura indígena no rosto. Em conversa com o UFC Brasil, o amazonense falou sobre a importância de levar sua identidade para dentro do octógono.

"O Amazonas, queira ou não, é uma parte isolada do resto do Brasil. Ou você sai de avião, ou sai de barco. Nossos antepassados eram povos guerreiros, ligados aos indígenas, e eu vejo essa força no povo amazonense. Fico feliz de ter isso no sangue, e levo isso comigo. Acredito que nada é impossível quando a gente trabalha duro, e quero sempre mostrar que o amazonense tem sangue de guerreiro".



Mais UFC 215: O dia em que Amanda quase parou de lutar | A luta inesquecível de Valentina | Valentina 500% pronta | As promessas do evento | Confira o card completo

Em busca da quinta vitória no UFC, Adriano não enxerga as 11 vitórias por finalização do oponente como algo a se preocupar. Dono de títulos no jiu-jítsu, o brasileiro, que tem 13 nocautes na carreira, garantiu que está pronto para qualquer aspecto do combate.

"Eu vim do chão, já lutei muito jiu-jítsu, e o dele não parece ser fora do comum para mim, com todo o respeito. Vejo a luta desenrolando em todas as áreas. Ele gosta de ir para cima, de se apresentar bem, dar show, e é nesse ponto que a gente vai trabalhar: buscar a luta toda hora. Eu falei para meus treinadores que o que quero é lutar e mostrar o que venho trabalhando em todas as áreas", disse, negando a pressão por lutar na casa do oponente.

"Já lutei outras vezes na casa dos outros. Isso motiva até mais a trabalhar e dar o seu melhor, porque a torcida está a favor dele e temos que estar muito bem preparados. Essa preparação foi a melhor possível, sem lesões, sem nada".

O UFC 215 será liderado pela revanche entre a campeã Amanda Nunes e a desafiante Valentina Shevchenko, valendo o cinturão peso-galo feminino. Assine o Combate e não perca! 

Assine o Combate | Siga o canal do UFC no YouTube | Baixe o aplicativo do UFC

Watch Past Fights

Sábado, Outubro 7
Las Vegas, Nevada

Midia

Recente
Brasileira fala do triunfo sobre Claudia Gadelha por decisão unânime dos jurados na luta co-principal do UFC Japão.
23/09/2017
Brasileiro comenta a vitória por finalização sobre Ulka Sasaki no UFC Japão e pede disputa pelo cinturão dos pesos-mosca.
23/09/2017
Ovince Saint Preux comenta a vitória por finalização sobre o veterano Yushin Okami na luta principal do UFC Japão.
23/09/2017
Brasileira fala da sua vitória sobre Claudinha Gadelha por decisão unânime na luta co-principal do UFC Japão.
23/09/2017